Procurar

HORÁRIOS: de quinta a sábado, de 12h às 20h e domingo, de 9h às 17h.

Notícias

Edital de Pesquisa e Criação incentiva artistas cearenses

Foto: Marília Camelo

Os artistas e pesquisadores começaram a ocupar os corredores do museu para o desenvolvimento dos projetos que exploram diversidade, memória, acessibilidade e ocupação do espaço de incentivo à experimentação. Eles foram selecionados no I Edital de Pesquisa e Criação da Pinacoteca do Ceará que oferece bolsas para desenvolvimento de projetos.
Na acolhida dos artistas, no último dia 15 de fevereiro, as apresentações dos projetos pelos próprios pesquisadores revelaram ideias que vão de referências ancestrais indígenas, trans e descolonizadoras em arte-educação e acessibilidade estética para as comunidades surdas e deficiente visuais. Segundo um dos orientadores, o professor doutor Guilherme Marcondes, “encontramos projetos muito interessados em desvendar caminhos distintos para a arte contemporânea, nacional e cearense, projetos que buscam produzir contra-narrativas ao que já se tem como estabelecido”.

E, nesta quinta-feira, 23 de fevereiro, as Terroristas Del Amor, coletivo formado pelas artistas visuais cearenses Dhiovana Barroso e Marissa Noana, estiveram na primeira reunião de orientação com Beatriz Furtado, porém, a professora doutora prefere chamar o encontro de colaboração, pois dá mais sentido ao processo de escuta dos encontros. E, para Beatriz, é uma boa oportunidade de pensar seu próprio trabalho e desenvolver uma pesquisa que pode derivar para muitos campos”.

Artistas Terroristas Del Amor, participantes do edital de pesquisa, em orientação com Beatriz Furtado na Pinacoteca do Ceará. Fotos: Marília Camelo/ Pinacoteca do Ceará

As artistas foram selecionadas com o projeto “Mátria” e trabalharão com pintura acrílica e bordado, “nossa ideia é usar nosso acervo fotográfico familiar e produzir retratos trazendo a dignidade para a vida das mulheres da nossa família e reintegrando seus saberes ancestrais”.
No encontro, apresentaram também seu portifólio que contém as obras em exposição na Pinacoteca do Ceará “Capim-santo”, na Se Arar, e “Proteja Suas Amigas” e “Mira”, na Negros na Piscina, que representam sua estética autobiográfica falando sobre suas relações com a cidade, utilizando predominantemente técnicas manuais e têxteis.
Foi também conversado sobre seus processos de pesquisa e produção, e sobre as motivações do coletivo composto por duas mulheres negras, periféricas e lésbicas que têm a escritora Grada Kilomba como inspiração “no texto Enquanto Eu Escrevo, ela fala como produz com a obrigação de ser o sujeito da própria história, e não só o objeto de pesquisa. Nós também produzimos para contarmos nossas histórias, e não deixá-las morrer”, citam as artistas em sua justificativa do projeto.
As expectativas de Dhiovana e Marissa para o edital giram em torno de conseguir disseminar sabedorias ancestrais, “a sabedoria de mulheres pretas ainda precisa ser contada de muitas formas para que seja consolidado de fato na história da arte, nas práticas curatoriais e afins”, afirma Marissa.

Sobre o edital

O Edital de Pesquisa e Criação é uma ação da Pinacoteca do Ceará que incentiva e apoia arte-educadores(as) e pesquisadores(as) a desenvolverem projetos de criação artística ou de pesquisa, no período de 60 dias, entre 15 de fevereiro e 14 de abril. As categorias das inscrições foram: pesquisador curador; pesquisador arte-educador/acessibilidade estética, pesquisador de acervo museológico; artista local e artista regional. Os projetos consideram a Pinacoteca do Ceará como espaço de experimentação, pesquisa e reflexão. Além disso, propõem ações envolvendo o acervo da Pinacoteca e as exposições em cartaz da mostra Bonito pra Chover. A apresentação e boas vindas da diretora executiva, Ana Javes, assim como dos orientadores/comissão de avaliação dos projetos, Joana D’Arc, Guilherme Marcondes e Beatriz Furtado ocorreu na acolhida, dia 15 de fevereiro.

Os trabalhos selecionados foram:

Categoria: pesquisador curador
Isadora Ravena – Panorama Crítico de Metodologias Travestis de Criação na Pinacoteca do Estado do Ceará
Anna Luisa Castanheira Costa – Terral
Erica Maria de Barros Martins – Jardim dos Olhos

Categoria: pesquisador arte-educador/acessibilidade estética
Kulumym-açu – As águas do Rio-coral
Rodrigo Lopes Costa – Cartografia de Memórias
Neyara Rebeca Barroso Lima – NO LÁPIS DA VIDA NÃO TEM BORRACHA: para pessoas com limitação sensorial: uma proposta de formação para a acessibilização de obras da exposição via mediação com audiodescrição e obras táteis.
Tamara Vieira da Silva – Comunidades Surdas, Língua de Sinais e Experimentações Artísticas: Uma imersão no acervo da Pinacoteca do Ceará

Categoria: pesquisador de acervo museológico
Levi Banida – Percursos para um Museu múltiplo – O acervo como discurso e a criação de estratégias disruptivas para o acervo da Pinacoteca do Ceará

Categoria: artista local
Coletivo Terroristas Delamor – Mátria
Iago Barreto – Lutas! memórias da terra livre

Categoria: artista regional
Merremii Karão – Terra, território. As cores do nosso Ceará
Dora Moreira – Infiltrações: Um plano de mobilidade artística social

 

Texto: Dhara Amorim com supervisão de Adriana Santiago

OUTRAS NOTÍCIAS

Pular para o conteúdo