Procurar

HORÁRIOS: de quinta a sábado, de 12h às 20h e domingo, de 10h às 18h.

Notícias

Eleonora Fabião realiza aula aberta “Coisas que precisam ser feitas”

"Nós aqui, entre o céu e a terra". Eleonora Fabião e colaboradorxs (São Paulo, 2021). Trabalho comissionado pela 34a Bienal de São Paulo. Foto: Jaime Acioli

Encontro ocorre no dia 18 (sábado) e integra as atividades do II Ateliê de Pesquisa e Crítica

A Pinacoteca do Ceará – museu que integra a Rede de Equipamentos e Espaços Culturais da Secretaria da Cultura do Ceará (SECULT CE), gerido em parceria com o Instituto Mirante – promove a aula aberta “Coisas que precisam ser feitas” com a professora e pesquisadora Eleonora Fabião. A atividade ocorre no dia 18 de novembro, às 17h, no auditório do museu. 

O encontro integra as atividades do II Ateliê de Pesquisa e Crítica e busca refletir sobre o processo de “cena-em-expansão”. O objetivo é ampliar o que diz respeito não apenas à absorção de qualquer matéria do mundo em processos de criação artística, mas à experimentação com a própria noção de arte e a instauração de modos de vida. 

“Neste sentido, apresentarei ações que venho realizando com colaboradores em contextos diversos – festivais, bienais ou de modo independente”, explica Fabião, que é doutora e mestre em Estudos da Performance pela New York University (NYU) e professora da UFRJ. 

Além disso, a pesquisadora resgata as ações que tomam as circunstâncias enquanto matéria-prima e buscam articular as dimensões social, estética, espiritual e política de modo indissociável. “Refletiremos sobre o exercício experimental do encontro, diferença sem separabilidade, imaginação ecopolítica, estranheza”, destaca. 

Fabião acrescenta ainda que a aula discutirá os modos de lidar com instituições e o agir da “contracolonialidade”. Além disso, incentivará os diálogos sobre quais são os caminhos de contribuição  que a humanidade pode somar ao mundo, incluindo o papel da arte e da criação artística nesse processo. 

Foto: Arquivo pessoal

SOBRE A ARTISTA

Eleonora Fabião é performer e teórica da performance. Realiza ações, exposições, palestras, leciona e publica internacionalmente. Desde 2008, performa nas ruas. Se interessa por poéticas e éticas do estranho, do encontro e do precário. Trabalha com matérias diversas: humanas e não-humanas, visíveis e invisíveis, leves e pesadas, estético-políticas. Coisas que precisam ser feitas (Performa New York, 2015) é o título de um trabalho e, também, um modo de referir-se à prática. Professora da UFRJ, tem graduação em Direção Teatral e Pós-graduação em Artes da Cena. Além disso, é Doutora e Mestre em Estudos da Performance (New York University) e Mestre em História Social da Cultura (PUC-Rio).

SOBRE A PINACOTECA

Inaugurada em dezembro de 2022, a Pinacoteca do Ceará tem a missão de salvaguardar, preservar, pesquisar e difundir a coleção de arte do Governo do Estado, sendo espaço de ações formativas com artistas, comunidade escolar, famílias, movimentos sociais, organizações não-governamentais e demais profissionais do campo das artes e da cultura. Trata-se de um espaço de experimentação, pesquisa e reflexão para promover o diálogo entre arte e educação a partir de práticas artísticas. 

SERVIÇO

O quê: Aula aberta “Coisas que precisam ser feitas”

Quando: 18 de novembro (sábado), 17h 

Onde: Pinacoteca do Ceará (Rua 24 de Maio, s/n – Centro, Fortaleza) 

OUTRAS NOTÍCIAS

Pular para o conteúdo