Procurar

HORÁRIOS: de quinta a sábado, de 12h às 20h e domingo, de 9h às 17h.

Notícias

Últimos dias para conferir exposição “Chico da Silva e a Escola do Pirambu” na Pinacoteca do Ceará

Publico visita Exposicao Chico da Silva e a Escola do Pirambu. Fortaleza, 27/08/2023 Foto: Fernanda Siebra

A mostra segue aberta à visitação até o próximo dia 29 de outubro. O museu funciona de quinta a sábado, das 12h às 20h, e aos domingos, de 10h às 18h. O acesso é gratuito

A exposição “Chico da Silva e a Escola do Pirambu” entra nos últimos dias de visitação na Pinacoteca do Ceará – museu que integra a Rede de Equipamentos e Espaços Culturais da Secretaria da Cultura do Ceará (SECULT CE) e é gerido em parceria com o Instituto Mirante. As obras do artista e de integrantes da Escola do Pirambu seguem abertas à visitação até o dia 29 de outubro (domingo). O horário de funcionamento do museu é de quinta a sábado, das 12h às 20h, e aos domingos, de 10h às 18h. A entrada nas exposições encerra 30 minutos antes do fechamento. O acesso é gratuito.

Realizada em parceria com a Pinacoteca de São Paulo, a exposição é a maior realizada sobre o pintor e seu legado e conta com 148 obras. No Ceará, Thierry Freitas e Flávia Muluc são os curadores da exposição, que teve início em 15 de julho. Os trabalhos reunidos são do acervo do Governo do Estado do Ceará, de museus como o Museu de Arte Contemporânea da UFC (MAUC) e do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), além de coleções particulares.

Acervo Arquivístico do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceara – Coleção Chico da Silva

Chico da Silva nasceu na região do Alto Tejo (Acre) – entre 1910 e 1922 (a data é incerta) – e iniciou seu trabalho artístico em Fortaleza, especificamente no Pirambu, bairro que tem uma história marcada por desafios sociais e constante luta por sobrevivência. As primeiras pinturas surgem na década de 1940, com murais na Praia Formosa, feitas com carvão, cacos de telha e folhagens que, juntas, formavam representações de pássaros e peixes.

Na exposição da Pinacoteca do Ceará – equipamento que já recebeu mais 110 mil visitas desde a abertura -, o conjunto de obras reúne raros desenhos de 1940, grandes painéis, a coleção de 1960 – que conquistou menção honrosa na Bienal de Veneza de 1966 – e pinturas da Escola do Pirambu.

Além disso, as obras individuais dos artistas da Escola também ganham espaço na exposição, revelando as singularidades de cada um, ao passo que também desvelam os entrelaçamentos com a matriz originária do mestre. Entre eles, estão Babá (Sebastião Lima da Silva), Chica da Silva (Francisca Silva), filha de Chico da Silva, Claudionor (José Claudionor Nogueira), Garcia (José dos Santos Gomes) e Ivan (Ivan José de Assis).

SOBRE A PINACOTECA

Inaugurada em dezembro de 2022, a Pinacoteca do Ceará tem a missão de salvaguardar, preservar, pesquisar e difundir a coleção de arte do Governo do Estado, sendo espaço de ações formativas com artistas, comunidade escolar, famílias, movimentos sociais, organizações não-governamentais e demais profissionais do campo das artes e da cultura. Trata-se de um espaço de experimentação, pesquisa e reflexão para promover o diálogo entre arte e educação a partir de práticas artísticas.

SERVIÇO

O que: Exposição “Chico da Silva e a Escola do Pirambu”
Quando: Até 29 de outubro (domingo)
Onde: Pavilhão 1 – Pinacoteca do Ceará (Rua 24 de maio, s/n, Centro)
Horário de funcionamento: quinta a sábado, das 12h às 20h, e aos domingos, de 10h às 18h
Acesso gratuito
Com acessibilidade em Libras
Classificação Indicativa: Livre

 

OUTRAS NOTÍCIAS

Pular para o conteúdo